Fernando Filho e Adalberto Cavalcanti votam contra os tralhadores em 26/4

Nesta quarta, 26/4, o texto principal da reforma anti-trabalhista proposta pelo governo Temer deixa o conjunto dos trabalhadores ainda mais vulneráveis, ao prever que o negociado prevaleça sobre o legislado, o que na prática acaba com a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Em Petrolina, temos que “agradecer” aos deputados Fernando Filho e Adalberto Cavalcanti pela ajuda na aprovação deste conjunto de medidas que afetam jornada de trabalho, férias, indenizações, intervalo para almoço, etc. E não é para melhorar a condição de vida dos assalariados.

Um exemplo simples: Gestantes e quem está amamentando poderão trabalhar em ambientes insalubres se isso for autorizado por um atestado médico. No caso das grávidas, isso só não será possível se a insalubridade for de grau máximo.

Mas se avexem não!

Quem vota contra trabalhador não tem nosso voto.

E amanhã as trabalhadoras e trabalhadores que estão cada vez mais conscientes dos riscos que correm com o golpismo manifestarão seu repúdio a estes tempos que não são de Ordem e Progresso, e sim de OPRESSÃO e RETROCESSO.

Nesta sexta, 28/4, tod@s a favor dos direitos e na resistência às reformas, ou melhor, anti-reformas de Temer e seus asseclas a serviço dos seculares poderosos.

NENHUM DIREITO A MENOS! 28 DE ABRIL É GREVE GERAL!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: