NOTA DA DIRETORIA DA SINDUNIVASF, 16/10/2016

A Diretoria Executiva da SindUnivasf condena perene, veemente e firmemente quaisquer expressões racistas.

Dentro e fora da Univasf.

Ser negr@ não obriga ninguém a ser de esquerda, de candomblé, de movimento, de nada.

Cada pessoa precisa ser vista como algo muito mais complexo do que um aspecto.

Ressalte-se que na Univasf há inclusive uma tradição em consolidação de se falar em consciência(s) negra(s). Assim mesmo. No plural. Não sabemos a história de cada um e reduzir a pessoa a sua cor (ou sexualidade, religião, renda etc.) é estereotipar, e a postagem foi uma ofensa racial, independentemente das intenções. Independentemente das intenções não só o colega, mas a comunidade negra da região, especialmente os segmentos mais organizados, podem ter se sentido, sim, ofendidos.

Destarte, manifestamos, em primeiro lugar, solidariedade ao professor ofendido e à sua família, bem como à comunidade negra.

Rejeitamos e condenamos publicamente a postagem feita pela colega, a despeito de seu reconhecido apoio no combate ao racismo e empoderamento de minorias.

Recomendamos e sugerimos a tod@s @s interessad@s que participem da reunião do GT de Ações Afirmativas da SindUnivasf, a ser realizada na quarta-feira, 17h, na sede da seção. Ele existe desde dezembro do ano passado.

A promoção de ações afirmativas e o combate ao racismo integram o planejamento estratégico da SindUnivasf a partir de deliberação de assembleia, inclusive. E membros da Diretoria, ao longo de 2016, tem participado regularmente de debates e ações nesta seara.

Uma das premissas fundamentais deste trabalho é de ouvir e aprender com os movimentos sociais negros, que são veteranos nesta questão crucial para a democracia brasileira desde 14 de maio de 1888.

Que nossa indignação com o racismo em suas mais variadas manifestações vá além de manifestações na rede mundial de computadores. E sim que eduquemos noss@s filh@s e alun@s, companheir@s de trabalho, pessoas próximas (ou mesmo distantes) a jamais usar expressões como as usadas contra nosso colega negro.

Que sejamos capazes de trazer estas manifestações extraordinárias para nossa prática e discurso ordinário, diário, cotidiano.

Que nos mobilizemos em defesa da igualdade racial.

Que tenhamos a capacidade de ser solidários com noss@s colegas e estudantes negr@s da Univasf e de fora dela. Mas, principalmente, que sejamos capazes de ouvir, aprender e apoiar CONCRETAMENTE aqueles e aquelas que fazem da organização e promoção da população negra, uma questão de vida.

UNIVASF, 16 de outubro de 2016.

DIRETORIA EXECUTIVA DA SINDUNIVASF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: